10/06/2017

Jornalismo | A importância de um novo idioma

Pixabay


Vivemos em um mundo onde as mídias e tecnologias tem feito parte da vida cotidiana de todos nós.

Inseridos nesse desenvolvimento, podemos concluir que a falta de um novo idioma, nos exclui do mercado de trabalho.

Não adianta formar na melhor universidade e após conclusão de curso ser incapaz de concorrer com os grandes em um mundo corporativo.

Não digo grandes em recursos financeiros, e sim em conhecimento.

Falar um novo idioma, principalmente o inglês, é primordial.

No jornalismo, estudamos Zygmunt Bauman e sua visão de exclusão, que pensando bem, faz sentido.

Enquanto lia Vidas Desperdiçadas, achei muito agressivo sua maneira de esclarecer sobre os tipos de exclusão, mas é preciso ler nas entrelinhas.

O idioma também exclui. Isso faz parte da ordem. Como o jornalista quer ir para uma estatal, não preciso ir tão longe, ainda que seja no jornal local, e ser reconhecido pelo seu trabalho, se mal compreende o próprio português? Hoje, só o curso de graduação ainda é pouco.

Daí você me pergunta: E você? Sabe inglês? Repondo: o básico, que mal, mal foi capaz de me ajudar no exterior. E isso me trouxe um despertar enquanto profissional.

Em nossa cidade, há uma escola de idiomas que super indico, a Fernando Idiomas, inclusive meu esposo faz francês lá, e já tem um pouco de base, mesmo que em pouco tempo, para compreender melhor vídeos em francês.

A propósito, em 2018, a empresa em que trabalho, a Carmim Turismo,  estará com saídas para intercâmbio de idiomas em diversas partes do mundo (tarifários disponíveis, a partir de julho de 2017), ótima oportunidade para aperfeiçoamento do idioma.

E se você não tem dinheiro para ir em uma instituição de ensino, ou fazer intercâmbios, há vários videos no youtube que ensinam o b a ba do idioma que você escolher.

Veja no link


Então é isso. Um super beijo da Klissia Mafra e até a próxima.

Pixabay

Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta ai! ;)

Seguidores